top of page

Pensamento 'tudo ou nada'

Atualizado: 4 de abr. de 2023

Uma forma de pensar muito comum em pessoas que sofrem com a ansiedade é chamado: pensamento do tipo "tudo ou nada".


É uma forma de pensamento extremista em que as situações são vistas em termos absolutos, sem considerar as nuances e complexidades do mundo real. Por exemplo, alguém pode pensar que ou eles são completamente bem-sucedidos ou completamente fracassados, ou que um erro em um projeto significa que todo o projeto é um fracasso.


Esse tipo de pensamento pode levar a uma visão limitada da realidade, aumentar a ansiedade e a autocrítica, e impedir a pessoa de enxergar as possibilidades de solução de problemas.


Para lidar com o pensamento do tipo "tudo ou nada", pode ser útil questionar essas ideias extremas e considerar as nuances da situação. Pergunte a si mesmo: "existe alguma evidência que contradiz essa visão extrema?", "há outras perspectivas que eu posso considerar?", "o que pode estar acontecendo que eu não estou levando em conta?".


Cada situação que enfrentamos é única, com suas próprias nuances e desafios. E, embora possa ser tentador pensar em termos extremos, essa abordagem raramente nos leva a soluções satisfatórias. Na verdade, pode até nos impedir de ver as possibilidades e oportunidades que existem ao nosso redor.


Então, eu te convido a adotar uma perspectiva mais flexível e compassiva. Lembre-se de que você é humano e, como todos nós, está sujeito a cometer erros e enfrentar desafios. Mas isso não significa que você é um fracasso ou que não pode encontrar uma maneira de superar seus obstáculos.


Em vez de se concentrar nos extremos, tente ver cada situação como uma oportunidade de aprendizado e crescimento. Pergunte-se: "o que posso aprender com isso?", "como posso crescer com essa experiência?". E lembre-se de que, embora possa haver dificuldades, também há momentos de alegria e gratidão na vida.


Não se preocupe em ser perfeito ou alcançar resultados extraordinários o tempo todo. Permita-se ser humano, com todas as suas falhas e imperfeições. Afinal, é justamente essa humanidade que nos torna únicos e valiosos.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page